Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 29/09/2021 às 16h56min

"A violência na Bahia tomou uma proporção absurda e inadmissível", diz Sandro Régis

Deputado comentou onda de sequestros e outros casos recentes de que estão levando ao aumento da insegurança no estado.
compartilha nas redes sociais:
Bahiaextremosul

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta quarta-feira (29) que a insegurança no estado já ultrapassou todos os limites. A declaração foi dada por ele ao comentar sobre a onda de sequestros registrados em Salvador, além das ocorrências recentes de crimes, inclusive contra policiais. 

"A violência na Bahia tomou uma proporção absurda e inadmissível. O governo do PT tem sido incapaz de garantir a segurança das pessoas e de combater o crime organizado, que cada vez mais tem ganhado terreno. Enquanto isso, as forças de segurança não têm estrutura para este enfrentamento. A insegurança da Bahia já ultrapassou todos os limites e o governo do PT não consegue fazer nada", criticou. 

Régis ainda lamentou que o governador Rui Costa (PT), ao ser questionado sobre o tema segurança, tem procurado colocar a culpa em fatores diversos, deixando de lado a responsabilidade do estado. "Ele fala em regulamentação de drogas, em flexibilização do acesso a armas, em questões legais, mas não assume o papel dele nesse enfrentamento. O resultado é que a maioria dos estados tem tido redução, mas a Bahia segue com números alarmantes e ainda crescentes", afirmou. 

No primeiro semestre deste ano, a Bahia teve aumento de 7,1% no número de assassinatos, de acordo com o Monitor da Violência, do G1, segue na liderança do ranking de homicídios e foi um dos poucos estados que tiveram crescimento, enquanto o país teve redução de 8%. Os casos se somam também às mortes de policiais militares. O número de PMs mortos em 2021 já é 38% maior do que todo o registrado no ano passado, segundo mostra reportagem do Jornal Correio. São 18 casos em 2021 e 13 em 2020. Neste mês, dois PMs foram assassinados e os casos tiveram ampla repercussão na Bahia. 

"O que estamos vendo é a incapacidade de o governo do PT para combater o crime e dar estrutura mínima necessária às forças policiais. Infelizmente, os policiais vão para a rua, para o front desta guerra, em condições inferiores às que os criminosos estão apresentando. O resultado disso é o que estamos vendo hoje, com a escalada da violência e um aumento substancial da sensação de insegurança", afirmou.

Aumento da insegurança no estado

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também BAHIA

Programa Calçada Legal: Padronização das calçadas deve garantir segurança na mobilidade do teixeirense

Programa Calçada Legal: Padronização das calçadas deve garantir segurança na mobilidade do teixeirense

PRF prende em Eunápolis foragido da Justiça por estupro de vulnerável

PRF prende em Eunápolis foragido da Justiça por estupro de vulnerável

Bruno Henrique garante vitória do Flamengo sobre o Corinthians

Bruno Henrique garante vitória do Flamengo sobre o Corinthians

PM prende em Teixeira de Freitas homem com revólver, simulacro, cocaína, crack e maconha

PM prende em Teixeira de Freitas homem com revólver, simulacro, cocaína, crack e maconha

Últimas publicações