Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 29/10/2019 às 17h52min

Bahia registra 64 mil casos de dengue entre janeiro e outubro; nº representa crescimento de 672%

Dados foram contabilizados até 17 de outubro deste ano. Sarampo também registrou crescimento.
compartilha nas redes sociais:
G1

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Divulgação

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus

Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou 64.171 mil casos de dengue no estado só neste ano. O balanço, divulgado na última quarta (23), contabiliza dados coletados até 17 de outubro e, segundo informações da Sesab, representa um aumento de 672% em relação ao mesmo período do ano passado, quando apenas 8.312 mil casos foram notificados. No total, 381 municípios baianos tiveram notificações.

Até o momento, de acordo com a Sesab, foram notificados 78 óbitos por dengue, sendo que 29 foram confirmados laboratorialmente - 12 em Feira de Santana, 3 em Salvador, 2 em Paulo Afonso, 1 em Candeias, 1 em Rafael Jambeiro, 1 em Coração de Maria, 1 em Jacobina, 1 em Paripiranga, 1 em Presidente Dutra, 1 em Santo Antônio de Jesus, 1 em Simões Filho, 1 em Candiba, 1 em Camaçari, 1 em Mulungu do Morro e 1 em Euclides da Cunha.

Além disso, outros 32 óbitos foram descartados e 17 permanecem em investigação.


Sarampo

Até 19 de outubro, de acordo com a Sesab, foram notificados 584 casos suspeitos de sarampo no estado. Desse total, 310 foram descartados (53%), 23 foram confirmados (4%) e 251 (43%) permanecem em investigação.

Os casos confirmados no estado são 12 casos em Santo Amaro, 5 em Gandu, 2 em Ituberá, 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras, 1 em Salvador e 1 em Andorinha.

Além dos casos confirmados entre residentes da Bahia, foram notificados 5 casos importados, entre não residentes do estado, sendo 2 em Caetité, 1 em Souto Soares, 1 em Salvador e 1 em Porto Seguro.

As faixas etárias de 5 a 9 anos de idade, 15 a 19 anos e 20 a 29 anos concentraram 52,1% dos casos confirmados de sarampo. A maior incidência foi na faixa etária de crianças menores de um ano (1,31casos /100.000 habitantes) e a maior proporção de casos confirmados foi no sexo masculino, com 17 casos (74%)


Chikungunya

Em 2019, conforme a Sesab, foram notificados 7.764 mil de Chikungunya no estado. No mesmo período de 2018, foram notificados 4.205 mil ocorrência, o que representa um aumento de 84,6%.

No total, 200 municípios realizaram notificação para esse agravo. Até o momento, há registro de 8 óbitos por Chikungunya, sendo 2 em Feira de Santana (confirmados por critério laboratorial), 2 em Candeias (1 confirmado por critério laboratorial e 1 confirmado por critério clínico epidemiológico), 3 em Madre de Deus (confirmados por critério laboratorial) e 1 em Salvador (confirmado por critério laboratorial).


Zika

Em 2019, foram notificados 2.626 mil casos de Zika no estado. No mesmo período de 2018, foram notificados 1.316 mil casos, o que representa um aumento de 99,5%.

No total, 175 municípios realizaram notificação para esse agravo. Não há registro de óbitos pelo agravo neste período.

Crescimento de doenças

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também SAúDE GERAL

Anvisa libera remédios à base de cannabis em farmácias

Anvisa libera remédios à base de cannabis em farmácias

Campanha de vacinação contra o sarampo vai até sexta (29)

Campanha de vacinação contra o sarampo vai até sexta (29)

Morador de Itanhém tem fratura exposta em acidente com moto

Morador de Itanhém tem fratura exposta em acidente com moto

Confira as vagas de emprego desta terça-feira 12 no SineBahia em Teixeira de Freitas

Confira as vagas de emprego desta terça-feira 12 no SineBahia em Teixeira de Freitas

Últimas publicações