Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 24/10/2020 às 12h54min

Universidade Federal do Sul da Bahia é acusada de emprestar notebooks com software espião para alunos

compartilha nas redes sociais:
Com informações do Tecnoblog



A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) com campi em Teixeira de Freitas, Porto Seguro e Itabuna, está sendo acusada de emprestar notebooks com software espião para os alunos.

Diante da pandemia, a universidade adotou as aulas online com objetivo de manter o calendário letivo, o que os estudantes não sabiam era que poderiam estar sendo espionados.

O caso ganhou repercussão após a divulgação da denúncia no site de tecnologia, Tecnoblog, um dos mais acessados do país neste segmento.

De acordo com o Tecnoblog, a denúncia foi feita pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFSB, que alertou para a presença do programa KidLogger em mais de um notebook. Em vídeo, uma integrante do DCE explicou que o software foi encontrado por um aluno e sugeriu que, quem encontrasse o programa, registrasse um Boletim de Ocorrência e uma denúncia junto à ouvidoria da universidade.

O KidLogger é um software para pais acompanharem o que seus filhos estão fazendo na internet. Na versão gratuita, o programa promete registrar a atividade no PC por um período de nove dias, o que inclui gravar sons emitidos próximos ao microfone do dispositivo, além de armazenar dados como histórico de navegação, teclas digitadas, capturas de telas e programas mais usados.

Em seu site, o KidLogger afirma que permite a vigilância remota de dispositivos e apresenta o que seria um painel para o monitoramento. O programa destaca que também é útil para empresas vigiarem a atividade de funcionários e anuncia que sua versão para Android consegue tirar fotos e enviá-las para terceiros sem o usuário saber.

O que diz a universidade

Após os relatos dos estudantes, a Pró-Reitoria de Tecnologia da Informação e Comunicação e a Pró-Reitoria de Ações Afirmativas da UFSB estão analisando o caso. Em nota, elas afirmaram ter realizado na quinta-feira, 22, uma reunião com representação do DCE e alguns dos estudantes que relataram o problema.

“A Administração esclarece que respeita a privacidade de seus acadêmicos e que não adota nenhum mecanismo que fira esse direito. Os encaminhamentos imediatos são o recolhimento e análise de algumas das máquinas afetadas para investigar como esse aplicativo foi instalado, e para definir procedimento que garanta a salvaguarda de informações para os estudantes cujas máquinas apresentem esse problema e a desinstalação completa e segura do aplicativo de monitoramento”, indica a nota.

Nesta sexta-feira, 23, a instituição abriu uma comissão de sindicância para investigar a situação. Ainda de acordo com o comunicado, os estudantes que disponibilizarem para análise os notebooks emprestados pela universidade terão outros aparelhos fornecidos por meio de empréstimo para seguirem participando das aulas à distância.


UFSB software espião notebooks

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também POLíCIA GERAL

43ª CIPM/Itamaraju realiza reunião com candidatos para tratar da portaria da Justiça Eleitoral que proíbe atos de campanha na área da 172ª Zona Eleitoral

43ª CIPM/Itamaraju realiza reunião com candidatos para tratar da portaria da Justiça Eleitoral que proíbe atos de campanha na área da 172ª Zona Eleitoral

98 casos do Covid-19 e mais uma morte são registrados em Teixeira de Freitas

98 casos do Covid-19 e mais uma morte são registrados em Teixeira de Freitas

Morre pai do cantor Léo Santana em Salvador

Morre pai do cantor Léo Santana em Salvador

Vídeo- Três pessoas morrem em acidente na BR101.

Vídeo- Três pessoas morrem em acidente na BR101.

Últimas publicações