Publicidade Davaca novo

Enquanto o secretário de Segurança fala sobre maconha, 400 delegados entregam cargos na Bahia, dispara Sandro Régis

Por Neuza em 18/05/2022 às 16:23


O deputado estadual Sandro Régis (UB), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), lamentou a decisão coletiva de profissionais de segurança pública de deixarem os postos de trabalho nesta quarta-feira (18). “Enquanto o secretário de Segurança Pública diz que seus amigos fumam maconha para relaxar, 400 delegados entregam cargos de confiança na Bahia”.

Em carta aberta, a associação que representa a categoria afirma que o ato coletivo acontece em protesto ao “tratamento que vem recebendo do senhor governador Rui Costa, que com a sua absoluta intransigência se fecha para o diálogo aberto e franco com os servidores policiais civis deste estado”.

“Está claro que o PT nunca deu prioridade à segurança da população nem valorizou os profissionais que dedicam suas vidas a essa missão”, pontua o deputado Sandro Régis, ao denunciar que, em 15 anos, o investimento do governo em Segurança Pública não chegou a 5% na Bahia, período em que o estado esteve sob gestões do PT.

De 2007, início do governo Jaques Wagner, até 2021, o investimento no setor correspondeu apenas a 4,07% do aporte total do Estado. No governo Rui Costa, a média foi ainda pior e caiu para 3,40% do total de despesas em investimento. De 2015 a 2021, o governo só investiu R$ 662.142 milhões no universo de R$ 19.462.772 bilhões. Os dados são da plataforma Fiplan/Balanço do Estado.

Bahia líder em homicídios no Brasil

Nesta quarta-feira, o Monitor da Violência, levantamento feito pelo site G1, mostrou que a Bahia se manteve como o estado brasileiro com o maior número de assassinatos no primeiro trimestre deste ano, com 1.326 mortes.

O cenário coaduna com a onda de violência que se instalou no estado e virou marca nos governos do PT.

“Todos os levantamentos estão mostrando como os governos do PT perderam o controle na segurança pública e deixaram os baianos entregues à criminalidade e à insegurança”, critica Sandro Régis.

Fonte: Por; Informe Baiano

Tags:   Política Sandro Régis governo 400 delegados entregam o cargo