Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 24/02/2021 às 08h19min

Hemospermia: sangue no esperma. Saiba o que é e como tratar

compartilha nas redes sociais:
Por; *Dr. Marco Lipay


Hemospermia ou Hematospermia é uma ocorrência que assusta o homem e consiste na presença de sangue no fluido seminal ou ejaculado. A hemospermia pode ocorrer apenas uma vez, ser esporádica ou tornar-se crônica. Muitas vezes é autolimitada e sua prevalência exata é desconhecida. Existem relatos médicos de hemospermia desde a época de Hipócrates e acredita-se que represente cerca de 1% de todos os sintomas urológicos. Sua prevalência é estimada em aproximadamente um caso para cada cinco mil pacientes urológicos, ocorrendo em homens com menos de 40 anos.


Inicialmente deve-se excluir o sangramento de origem ginecológica que pode misturar-se ao esperma durante o ato sexual. Existem muitas causas possíveis de hemospermia e a maioria delas são benignas. Quando recorrente e em homens com mais de 40 anos de idade, deve ser investigada e tratada; porém, em cerca de 10% a 20% dos casos será considerada idiopática (ou seja, de causa desconhecida), mesmo após exaustiva investigação diagnóstica.


Citamos algumas causas conhecidas de sangue no esperma:


• Infecção (bacteriana, Treponema pallidum , esquistossomos, citomegalia,

Mycobacterium tuberculosis, condilomas virais ou hpv),


• Anomalias anatômicas congênitas do aparelho genito-urinário,


• Tumor (próstata, vesículas seminais, bexiga, testículo),


• Trauma (uretra, períneo, escroto),


• Doenças da próstata (prostatites, cálculos, cistos, pólipos, divertículos, hiperplasia),


• Estenoses (estreitameto) de uretra (conduto que conduz a urina da bexiga para o meio externo),


• Biópsia da próstata ou outras intervenções urológicas,


• Doença sistêmica (Hipertensão arterial, Hemofilia, Doença hepática, Linfoma, Leucemia),


• Causas vasculares (Hemangiomas, Varizes, Teleangiectasias),


• Medicamentos (anticoagulantes),


• Práticas sexuais (sangramento secundário a trauma da próstata por um estimulador, dano à uretra por um anel peniano apertado ou a introdução de corpos estranhos).


Além de diagnosticar e tratar a hemospermia, outro objetivo é excluir causas malignas e sexualmente transmissíveis e, para isso, faz-se necessário levantar um histórico clínico detalhado, somado a um exame físico completo, incluindo o exame retal. Os exames acessórios (sangue, urina, esperma, ultrassom transretal, tomografia, ressonância magnética e cistoscopia) serão personalizados pelo seu médico ao final da consulta.


Na grande maioria das vezes, as causas de hemospermia são benignas, raramente recorrentes e o tratamento, quando necessário, pode ser clínico com remédios. Em algumas situações, o tratamento pode ser cirúrgico diante dos achados clínicos e laboratoriais. O importante é procurar o seu Urologista para uma consulta médica, visando diagnóstico da causa da hemospermia, esclarecimento de dúvidas e tratamento adequado, quando necessário.


Por; Dr. Marco Lipay

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também HOMEM

Teixeira de Freitas tem 67 pessoas internadas pela covid-19. Ocupação dos leitos segue em 100%

Teixeira de Freitas tem 67 pessoas internadas pela covid-19. Ocupação dos leitos segue em 100%

Policiais da 89ª CIPM recuperam quase 60 quilos de pasta base de cocaína na praia de Nova Viçosa

Policiais da 89ª CIPM recuperam quase 60 quilos de pasta base de cocaína na praia de Nova Viçosa

Bahia recebe 491.250 doses de imunizantes contra Covid-19 para segunda aplicação

Bahia recebe 491.250 doses de imunizantes contra Covid-19 para segunda aplicação

Entregador é morto a tiros em Itabela

Entregador é morto a tiros em Itabela

Últimas publicações